Necessidades Rosa

Necessidades Rosa

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Petrolatos, parabenos e sal: o que você está usando no seu cabelo?

O que você usa nos seus cabelos, na boca e na pele? 

 
Já parou para pensar no que significam todos aqueles nomes em letrinhas miúdas nos potes e caixas de cosméticos? Não? Então tome um tempinho agora para aprender um pouco ou para refrescar a memória, caso já tenha ouvido falar nisso antes. Vale a pena!
Petrolatos ou Óleo mineral
 
Petrolatos são subprodutos do petróleo. Encontrados sob o nome de petrolatum, mineral oil e paraffinum liquidum, são amplamente usados em cosméticos capilares, faciais e corporais, devido ao baixo custo e a sensação de hidratação a curto prazo. Isto ocorre porque o petrolato é um lubrificante natural, que dá a impressão de cabelo mais nutrido e desembaraçado, pele mais macia... no entanto, a médio e longo prazo, ele encapa o fio de cabelo, impedindo a entrada de água e retendo sujeiras, daí a necessidade de usar um shampoo antirresíduos (de pH alto) para limpar profundamente os fios.
Podem vir denominados nos rótulos dos produtos como: Óleo mineral, Vaselina, Parafina líquida, Petrolatum, Petróleo liquefeito, Óleo de parafina. 
Os petrolatos também são prejudiciais à pele, podendo levar ao entupimento dos poros e envelhecimento precoce, pois, não possuem nenhum teor hidratante ou efeito nutritivo.
Como vocês sabem, hoje em dia existem várias opções de shampoos, condicionadores, máscaras para todas as etapas do cronograma e finalizadores que não levam petrolatos na composição. E, felizmente essa indústria com produtos 100% naturais tem crescido, deixando bem mais acessíveis.
As empresas se utilizam deles em seus cosméticos apenas pela finalidade lucrativa (são extremamente baratos), e servem de emolientes em seus produtos, fazendo render muito mais.
Não confundir petrolatos com silicones insolúveis! Apesar de ambos encaparem os fios, os silicones são substâncias sintéticas, derivadas do silicato.
Entendem agora o porquê de fazer uma umectação com óleos 100% extravirgens e vegetais???
Parabenos
 
Parabenos são conservantes.
Há uma grande polêmica em torno destes compostos (que são utilizados não somente em cosméticos, mas em medicamentos e até em alimentos) pois são apontados como substâncias potencialmente carcinógenas.
 
"Carcinógeno" é o que pode causar câncer; "cancerígeno" refere-se a uma célula com câncer. 
Mas que fique claro uma coisa: praticamente tudo que nos cerca pode ser chamado de potencialmente carcinógeno.
O câncer é uma doença conhecida e estudada há pouquíssimo tempo e portanto, na maior parte dos casos, só se pode teorizar sobre o potencial carcinógenos de uma substância, já que as mutações celulares podem demorar dezenas de anos para acontecer, sem contar que estamos expostos a um sem-número de substâncias ao longo da nossa vida e, excetuando-se os elementos altamente radioativos, que causam uma mutação celular muito rápida, e algumas substâncias que deterioram o organismo em poucos anos, como o cigarro, não se pode dizer com certeza que algo aumenta a propensão ao câncer.
 
Mas, fora essa polêmica, é preciso dizer que os parabenos, principalmente se ingeridos ou em contato prolongado com a pele (como em desodorantes e hidratantes corporais), podem causar anomalias endócrinas (atividade hormonal desregulada); além disso, poluem a água. Como é difícil encontrar outros conservantes menos maléficos e que tenham um custo razoável para a produção e venda, atualmente a melhor alternativa é procurar produtos mais naturais, sem conservantes.
 
Sal

Um shampoo sem sal é um shampoo sem adição de cloreto de sódio, o sal de cozinha, responsável por fazer bastante espuma. No entanto, isso não significa que ele é livre de outros sais que são piores para o cabelo.
 
O grande benefício dos produtos sem cloreto de sódio é: desbota menos o cabelo tingido. Se você já molhou seu cabelo no mar sabe que isso não causa nenhum dano estrutural nos fios (tipo enfraquecimento por perda de queratina), só um ressecamento que é fácil de reverter. Isso devido à quantidade absurda de sal no mar; seu shampoo com sal tem uma porcentagem muito menor sal.
 
Outra coisa importante: se você nota que seu cabelo cai mais na praia que o normal, use bastante protetor solar capilar no couro cabeludo. É o sol fritando a sua cabeça que causa isso, não o sal do mar. 
 
Se você quer um shampoo mais saudável para os fios, procure um sem sulfatos.